2003 | CONSOLIDAÇÃO DA REDE COLEGUIUM

Iniciamos o ano com 1028 alunos, sendo 564 no Ouro Preto, 255 no Jaraguá, 78 no Castelo, 161 no Santa Amélia.

Dando continuidade à política de ampliação da Rede, fizemos um acordo com a escola infantil Galileo Galilei que, em outubro, depois de uma grande reforma, passou a se chamar Coleguium Funcionários, tornando-se, portanto, a nossa quinta unidade, voltada para o segmento da Educação Infantil.

Com cinco unidades em funcionamento, a estruturação da Rede Coleguium de Ensino passou a ser uma necessidade, desmembrando-se da unidade Ouro Preto, que passou a se caracterizar como “escola laboratório”. A direção geral da Rede ficou a cargo do Professor Virgílio Machado, que passou a direção da Unidade Ouro Preto para a professora Meire Passos. Alexandre Gobbo assumiu a Diretoria de Marketing e Paula Salume a Diretoria Administrativa. A parte pedagógica ficou a cargo das supervisoras Daniela Maia (Educação Infantil); Heloísa Pinto (Fundamental I) e Gethsemani Latini (Fundamental II).

Também foi um ano marcado pela revisão e atualização da proposta pedagógica, adequando-a a realidade da nossa prática, pautada no ensino estruturado sob uma perspectiva sócio-interacionista.

Como estratégia para avaliação do nosso trabalho, instituímos duas grandes avaliações para alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental. Com dados comparativos entre todas as unidades da Rede e também com outra escola (Instituto Efigênia Vidigal), conhecemos melhor as nossas equipes de trabalho, o perfil de cada turma e traçamos estratégias mais seguras para o melhor aproveitamento de todos os alunos.
Para o Ensino Médio, a avaliação passa pela aplicação de três simulados: a prova do ENEM e dois vestibulares da UFMG. Com os resultados obtidos, aliados ao levantamento do histórico escolar de cada aluno, foi possível avançar muito no trabalho de orientação dos alunos para a escolha da faculdade a cursar.

Buscando maior integração da comunidade Coleguium, criamos o jornal “Mercado”, com pequenos anúncios de produtos ou serviços prestados por pais e funcionários do Coleguium. A sua edição anual, passou a ser distribuída nas proximidades das unidades.

O trabalho com a literatura foi enriquecido na Educação Infantil, com a presença de Dona Livrolina, bibliotecária aposentada e apaixonada por livros. Ela levou para todas as turmas os “Baús da Dona Livrolina”, com um amplo e bem estruturado trabalho de incentivo à leitura.

O ano também foi marcado por mudanças em todas as unidades. As unidades Jaraguá e Santa Amélia começaram a estruturar o CERPAC. A unidade Castelo ganhou novas salas de aula; o prédio do Ensino Médio no Ouro Preto também cresceu. No Jaraguá, várias salas foram reformadas e construímos espaços para a “Sala de Artes” e para o CERPAC. O espaço de convivência foi ampliado. A unidade Santa Amélia deu início à implantação do Ensino Fundamental II.