2002 | IMPLANTAÇÃO DO CERPAC

CERPAC – Centro Referencial de Pesquisa e Conhecimento – foi planejado e implantado pela biblioteconomista Rosália Paraíso, mãe dos alunos Leonardo e Rayane. Ela nos trouxe toda a sua experiência adquirida em sua empresa para a implantação desse novo projeto, que nos levou a fazer uma completa reforma no nosso espaço físico, adequando-o ao atendimento dos alunos e seus familiares.

Em 2002 demos continuidade ao programa de criação de uma Rede de Ensino. A possibilidade de ocupar uma excelente edificação, onde funcionava uma escola para a comunidade japonesa de Belo Horizonte, se mostrou muito interessante para a implantação de uma nova unidade no bairro Santa Amélia. Para viabilizar o início das atividades, optamos por fazer um acordo com o Centro Educacional Aquarela, escola próxima, que contava com cerca de 60 alunos do Infantil à 2ª Série do Ensino Fundamental. Em agosto, iniciamos atividades na nova unidade e demos início ao trabalho de recuperação do prédio.

Como conseqüência dos atentados terroristas, ocorridos em 11 de Setembro, nos Estados Unidos, optamos por “Construindo um mundo melhor” como tema do ano. Todas as turmas se envolveram no desenvolvimento de projetos para a construção de um mundo melhor e os resultados foram muito ricos, preciosos para a formação de cidadãos, com responsabilidade social. Os melhores projetos de cada segmento foram premiados na festa de confraternização, no final do ano.

Na quarta edição dos Jogos da Independência, o Coleguium conquistou o seu tricampeonato.

Para maior entrosamento entre os pais e estímulo ao esporte, criamos o torneio “Chuteira de Ouro”, futsal para pais de alunos. Também na linha do incentivo ao esporte, criamos os pequenos torneios, que já serviriam também para definir os nossos representantes nos Jogos da Independência.

Em outubro, aconteceu a primeira edição do Festival de Música, com a gravação do CD para os 10 selecionados. A produção literária também foi incentivada com a criação do primeiro Concurso de Poesias, cujo resultado foi divulgado durante a Feira de Idéias.

Com as novas unidades, terminamos o ano com 956 alunos, sendo 553 na unidade Ouro Preto, 271 na unidade Jaraguá, 67 no Castelo e 65 no Santa Amélia.